quarta-feira, 8 de setembro de 2010

Papo com a fonoaudióloga

Papo com a fonoaudióloga

Olá, hoje quero conversar com vocês sobre um assunto muito importante: CHUPETA e MAMADEIRA.
A chupeta e a mamadeira são prazerosas e necessárias. A primeira exercita a sucção e ajuda acalmar o bebê, com a vantagem de futuramente ser mais fácil de ser retirada que o dedo, que está ao alcance da criança o dia todo. A segunda é necessária para alimentação, seja como via única ou complementação.


Alguns cuidados com a chupeta e a mamadeira são muito importantes. Prefiram sempre o bico ortodôntico e de silicone. A partir dos dez meses de idade, ofereçam a chupeta ao bebê só quando ele for dormir e guardem a chupeta assim que ele acordar; também não deixem várias chupetas ao alcance do bebê nem deixem uma no “prendedor de chupeta”, porque tudo isso complicará na hora da retirada. E mais uma coisa: resistam à tentação de comprar chupetas lindas de times de futebol, muito coloridas, de princesas, etc, porque quanto mais sem graça for a chupeta mais fácil será depois na hora de largar a mesma.

Com relação à mamadeira, o primeiro cuidado é com a posição do bebê para mamar: nunca deixem a criança mamar deitada, porque isso tem dois riscos sérios: uma vez que a tuba auditiva do bebê é curta, o leite pode ir para o ouvido, podendo causar otite; as otites de repetição freqüentemente causam um prejuízo na aquisição de linguagem devido ao rebaixamento auditivo na primeira infância . Outro risco de mamar deitado é o desenvolvimento de alteração ortodôntica e nas funções de respiração, fala, mastigação e deglutição, uma vez que para se proteger do forte jato de leite a criança automaticamente projeta anteriormente a língua, criando desde cedo um mau hábito que pode gerar um desequilíbrio mio-funcional . Outro cuidado com relação à mamadeira é quanto ao tamanho do furo, que não deve ser nem grande demais, porque é importante que o bebê sugue e exercite sua musculatura orofacial e nem pequeno demais, para não ficar tão cansado que desista de mamar; para vocês saberem a medida certa do furo vou dar uma dica: virem a mamadeira para baixo e a mesma deverá gotejar: se a mesma não gotejar, o furo está pequeno demais e se jorrar fortemente o líqüido, o furo está grande demais. Jamais aumentem o furo com tesoura!

E quando retirar a chupeta e a mamadeira? Claro que cada criança é uma criança, mas o ideal é retirar a chupeta e a mamadeira até os dois anos de idade, porque após essa idade já haverá prejuízo do desenvolvimento dos maxilares, da oclusão dentária e das funções de respiração, fala, mastigação e deglutição. Ressalto que aos dois anos de idade a dentição de leite já está completa, então a criança já tem condições de se alimentar normalmente, como as demais pessoas da casa.

Algumas dicas para a hora da retirada:
  • colocar todas chupetas num saquinho e levar para o filho do macaco no zoológico,
  • trocar por um presente, fazer uma árvore da chupeta e da mamadeira (cada dia pendura-se uma chupeta e uma madeira até acabar todas),
  • trocar a mamadeira por um copo lindo que a criança escolher,
  • perguntar para a criança que destino ela gostaria de dar para as chupetas e mamadeiras dela, etc. Nessa hora vale tudo, desde que vocês sejam firmes e NÃO VOLTEM ATRÁS!
  • É isso! Até a próxima.
Jacqueline GrinblatCRFa. 6090
Tels: (11)  5561-5241 / 5542-8845 / 5531-0726

Texto extraído do portal  http://www.multiplos.com.br/port

( sugestão do tema p/ o blog:   Eleny)

Nenhum comentário:

Postar um comentário